Não deixe de aproveitar a sua carreira
12/07/2017
Relação entre microbiota intestinal e transtornos do humor
20/07/2017

Gatilho emocional e compulsão alimentar

Você já ouviu falar em gatilho emocional e sua relação com a compulsão alimentar?
A nossa reação emocional diante de situações negativas da vida depende muito do que guardamos do passado. Por isso, algum medo ou sentimento negativo que ficou guardado é capaz de reativar ou acordar quando uma situação semelhante ocorre no presente. Chamamos isso de gatilho emocional!

Pode mudar a época, as pessoas e os locais, mas a reação emocional é a mesma. Muitas vezes isso acontece sem termos ideia do verdadeiro motivo que desencadeou essa sensação ruim e como forma de alívio muitas pessoas buscam, consciente ou inconsciente, conforto na alimentação levando a um consumo exagerado de determinado alimento, podendo desenvolver um quadro clínico de compulsão alimentar.

O importante nesse momento é tentar identificar os pensamentos que te levaram a esse ato compulsivo e fazer uma pequena reflexão:

. Estou comendo para me sentir melhor (para me acalmar, quando estou triste, com raiva, ansiosa, etc.)?
. Como mais quando estou me sentindo estressada ou ansiosa?
. Como quando não estou com fome ou quando já estou satisfeita?
. Costumo me recompensar com comida?
. Como regularmente até se sentir muito saciada?
. O alimento me faz sentir segura? Sinto a comida como um parceiro nas horas mais difíceis?
. Me sinto impotente ou fora de controle em torno de comida?

Se você se identificou com alguma das perguntas acima é hora de você conhecer o que a Nutrição Comportamental alinhada ao Coach pode fazer por você!

Mudança de mentalidade e de pensamentos gera mudança de comportamentos e esse é o caminho para a sua conquista em relação ao peso que deseja de forma consciente.

Isabel Tomazini
Nutrição Comportamental e Coachcompu

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *