Dedo da mão inflamado
14/06/2017
Coaching de Orientação Vocacional
23/06/2017

Flow, Felicidade e Alta Performance

Você já esteve tão focado em algo que não percebeu o tempo passar ou teve a percepção o tempo ter dilatado? Sentiu que estava performando no seu melhor e ao mesmo tempo se sentindo bem? As decisões estão claras e você está no momento presente? É um estado no qual seu foco está em uma atividade e isso é tão forte que todo o resto ao seu redor “desaparece”. É você totalmente feliz no presente e alinhado com suas visões de futuro. Se já experimentou essas situações provavelmente vivenciou o estado do flow ou estado de fluxo.

O fluxo ou flow foi estudado por Mihaly Csikszentmihalyi, co-fundador da Psicologia Positiva. Segundo Mihaly, esse é o estado que contribui de forma significativa para a criatividade e o bem-estar. Ocorre quando o seu nível de habilidade e desafio são iguais. É um momento de alto nível de atenção e total absorção de conhecimento, de informação e poder de decisão rápido. Segue abaixo algumas características que compõem a definição de desempenho de fluxo (flow) ótimo:

1) Concentração completa na tarefa;
2) Clareza de objetivo. Tudo parece claro. Não há dúvidas;
3) Transformação do tempo (aceleração / desaceleração);
4) A experiência é intrinsecamente gratificante. Tem um fim em si mesmo;
5) Facilidade;
6) Existe um equilíbrio entre desafio e habilidade;
7) Ações e conscientização são mescladas. Está totalmente no presente;
8) Existe um sentimento de controle sobre a tarefa;

Steve Kotler, autor do livro “The rise of superman”, indica quatro gatilhos para se atingir o estado de fluxo (flow):

1) Gatilho externo: envolver alto risco e total consciência corporal. O gatilho é ativado quando o seu cérebro vasculha todas as informações recebidas de qualquer sinal de uma ameaça e concentra intensamente sobre ela;
2) Gatilho Psicológico: ativado quando você tem metas claras, recebe feedbacks imediatos ou entende a relação de habilidade e desafio;
3) Gatilho social: ativado quando várias pessoas entram juntas no estado de flow (show, apresentação, etc);
4) Gatilho da criatividade: ativado quando seu cérebro cria novas ideias e assume o risco de trazê-las ao mundo.

As tarefas precisam ser desafiadoras, mas não impossíveis.

No gráfico acima vemos a relação do nível de desafio com o nível de habilidade. Quando o nível de desafio é baixo e de habilidade também, há apatia e desânimo. Nível de habilidade baixo e nível de desafio alto a pessoa sente ansiedade. Quando há um nível de habilidade alto e um nível de desafio baixo há um relaxamento. O flow é atingido quando o nível de habilidade e desafios é alto.

Entrar no estado de flow é algo almejado por todos que buscam alta performance. Segue alguns questionamentos para te ajudar iniciar os processos que levam a este estado:

Quais as atividades que fazem você perder a noção de tempo?
Em quais momentos do dia você se sente sereno e focado no momento presente?
Como você se sente ao fazer uma atividade que não lhe agrada?
O quanto suas competências e habilidades são suficientes para a realização de suas atividades profissionais e pessoais?
Quais atividades você realiza com total espontaneidade ou entrega?
O que você precisa eliminar ou minimizar?
O que você precisa resignificar?
O quanto o seu trabalho tem haver com o seu propósito de vida?
De que maneira estou passando o meu tempo?
Estou reservando tempo para as atividades que me agradam e proporcionam felicidade?
O que eu gosto de fazer e não estou fazendo?
Para quem mais é importante o que eu faço?
“Nas últimas décadas, os melhores atletas têm feito uso do flow para realizar façanhas mais do que em qualquer outro momento na história da nossa espécie” – Steven kotler

Quer performar melhor? Pergunte-me como.

Carolina do Valle O. Marchesi
Coach de carreira e executivo
carolinadovallecoach@gmail.com

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *